Quando os cães sofrem de hipoxemia, isso significa que eles não são capazes de produzir oxigênio suficiente em sua corrente sanguínea e, como resultado disso, seus cérebros são privados de oxigênio vital. Sem os níveis corretos de oxigênio que chegam ao cérebro, isso pode levar a danos irreversíveis e isso pode acontecer em um período relativamente curto de tempo. Cães geralmente desenvolvem anemia, que pode levá-los a sofrer de insuficiência cardíaca quando desenvolvem a doença. A hipoxemia em cães é um distúrbio muito grave que requer atenção veterinária imediata para que eles sobrevivam.

Hipoxemia em Cães

Quando o cérebro é privado de oxigênio, danos irreversíveis podem ser o resultado, mesmo quando a privação tiver sido por um curto período de tempo.

A deficiência de oxigênio também pode levar a anemia nos órgãos, que podem progredir para arritmia e insuficiência cardíaca.

A hipoxemia em cães ocorre quando o sangue arterial não está sendo suficientemente oxigenado. Esta é uma condição séria e precisa ser tratada rapidamente.

Sintomas e tipos

  • Tosse
  • Dificuldade ao respirar
  • Falta de ar
  • Respiração rápida (taquipneia)
  • Respiração de boca aberta
  • Batimento cardíaco rápido (taquicardia)
  • Dor
  • Engasgos
  • Incapaz de suportar o exercício (intolerância ao...

    ... exercício)

  • Descoloração da pele e membranas mucosas
  • Colapso

Causas

  • Alta elevação
  • Lesões
  • Pneumonia
  • Doença do revestimento dos pulmões
  • Anestesia
  • Doença cardíaca
  • Doença pulmonar
  • Pulmão ou cardiopatia em animais idosos

Diagnóstico

Seu veterinário estará à procura de respiração rápida, excesso de excitação e comportamento ansioso em seu cão. Você precisará dar ao seu veterinário um histórico completo da saúde do seu cão, incluindo um histórico de sintomas e quaisquer possíveis incidentes que possam ter levado a essa condição. Quanto mais detalhes você puder fornecer, melhor será para o seu médico determinar quais órgãos estão sendo afetados pela falta de oxigênio. O veterinário também verificará se há uma temperatura corporal elevada e examinará seu cão para quaisquer ferimentos na cabeça. Amostras de sangue de áreas específicas serão sorteadas; analisadores de gases sanguíneos também podem ser usados ​​para tornar a medição mais conveniente.

Além disso, raios-X e ecocardiogramas podem ser usados ​​para descartar doenças pulmonares e cardíacas como causa da deficiência de oxigênio no sangue. Se a causa não puder ser determinada usando qualquer um desses métodos, uma endoscopia ou biópsia do pulmão pode ser realizada.

Tratamento

O tratamento depende da causa subjacente da deficiência de oxigênio. O oxigênio...

... será dado para apoiar o coração e os pulmões de seu cão (sistema cardiovascular) usando uma máscara facial colocada com segurança ao redor do focinho para fornecer o oxigênio. É importante ter em mente, no entanto, que este tratamento nem sempre é bem sucedido.

Se o problema for baixo débito cardíaco, serão prescritos medicamentos intravenosos (IV) para fortalecer a ação muscular. Em caso de insuficiência cardíaca, diuréticos e oxigênio serão administrados, bem como medicamentos para fortalecer a ação muscular.

Se houver hemorragia, lesão ou choque devido à infecção, a hospitalização será necessária para obter uma injeção intravenosa e fluidos fluindo nas veias. Isso também permitirá que o oxigênio atinja níveis adequados.

Vivendo e gerenciando

A hipoxemia é uma condição com risco de vida. Portanto, observe atentamente o comportamento do seu cão após o tratamento. Os sintomas a serem observados incluem uma diminuição da capacidade de respirar, bem como qualquer palidez dos tecidos, o que seria indicativo de uma falta de difusão de oxigênio para os tecidos. Frequentes visitas de acompanhamento ao veterinário serão necessárias para rastrear os níveis de gás no sangue arterial.

Baixo teor de oxigênio no sangue em cães