O estresse é um mecanismo de defesa que não está presente apenas em humanos, mas também é encontrado em animais. Na verdade, é uma resposta adaptativa ao ambiente que permite a sobrevivência em situações perigosas.

O principal problema é que o estresse pode ser patológico quando surge repetidamente, ou em situações em que o gato não apresenta danos evidentes.

Os gatos, portanto, são muito suscetíveis ao estresse. Eles precisam ter seu ambiente completamente sob seu controle e podem desencadear uma intensa resposta adaptativa à menor das mudanças.

Alguns gatos controlam muito bem o estresse, enquanto para outros o estresse constitui um problema de saúde que precisa ser tratado.

5 principais sintomas de estresse em gatos

1. Início repetido de doenças infecciosas

O estresse leva à liberação de múltiplos hormônios, que interferem no bom funcionamento dos glóbulos brancos ou das células de defesa. Então o sistema imunológico do gato para de responder apropriadamente.

Se o seu gato contrai repetidamente doenças infecciosas ou auto-imunes, você deve suspeitar imediatamente que eles estão sofrendo de estresse crônico. Isso também pode se manifestar com outros distúrbios, como alopecia ou asma brônquica.

2. Maior agressividade

Seu gato mudou de um animal dócil...

... e calmo para um animal de estimação agressivo? Então eles podem estar sofrendo de estresse. Nem todos os gatos são agressivos da mesma maneira. No entanto, um gato agressivo pode exibir os seguintes comportamentos em maior ou menor grau:

  • Eles assobiam ou miam excessivamente
  • Eles não querem interagir com pessoas ou com outros animais de estimação
  • Eles mordem e arranham
  • Eles arqueiam as costas
  • Eles têm pupilas dilatadas e um olhar fixo

3. Os gatos ficam mais ansiosos

O estresse também faz com que os gatos se sintam ansiosos. A ansiedade é um ótimo indicador de estresse. Um gato ansioso é um gato que vive com medo constante e tem fobias que talvez não tivessem antes. Um dos aspectos mais graves da ansiedade felina são comportamentos compulsivos, como estereotipias.

Um gato ansioso tem uma propensão para a auto-agressão. Você vai notar, excessivo lambendo, arranhando e arrumando. Eles podem até ingerir alguns objetos não comestíveis, como pano.

4. Transtornos alimentares

Os transtornos alimentares também podem afetar os gatos, embora por razões muito diferentes das dos seres humanos. Transtornos alimentares em gatos são principalmente causados por estresse, uma vez que o estresse afeta diretamente os hábitos alimentares.

Um gato estressado...

... pode perder completamente o apetite e até ficar desnutrido. Alguns gatos estressados ​​também têm uma tendência a comer compulsivamente e não conseguir engolir a comida, antes de vomitar.

Você também pode encontrar seu gato sofrendo de diarreia, constipação ou outros problemas digestivos.

5. Marcação de urina

Um gato estressado sente como se tivesse perdido completamente o controle sobre seu ambiente, e fará tudo ao seu alcance para recuperá-lo.

Um sinal óbvio de estresse nos gatos é o de marcar paredes e grandes móveis (incluindo o sofá), ou urinar fora de sua caixa de areia. Marcando como resultado do estresse assume a forma de listras verticais, de cima para baixo.

O que fazer se meu gato estiver estressado?

Se seu gato está estressado, você tem muitos recursos à sua disposição que lhe permitirão administrar melhor seus níveis de estresse e melhorar sua qualidade de vida. Tais como, o uso de tranqüilizantes naturais para gatos, por exemplo.

No entanto, é primeiro recomendado que você vá ao veterinário para que eles possam avaliar a saúde do seu gato. Como você viu, o estresse pode ter efeitos muito significativos no corpo do seu animal de estimação.

5 sintomas de estresse em gatos