Posso dar páprica para o meu gato comer?

Especiarias vêm em inúmeras formas, cheiros e variedades. Há, no entanto, um punhado de temperos que quase todos (desde a infância até nossos anos atuais) podem reconhecer, entre eles estão escolhas populares como canela, noz-moscada e páprica.

Embora a páprica não se transforme em sobremesas e biscoitos de Natal como acontece com a noz-moscada e a canela, muitas vezes a encontramos polvilhada no topo das entradas como enfeite.

Talvez a melhor coisa sobre especiarias é a combinação de alto sabor e baixas calorias. Especiarias ajudam adicionar sabor e cor aos nossos alimentos sem aumentar drasticamente o conteúdo de gordura e calorias dos nossos alimentos, e é por isso que tendemos a nos apaixonar por eles à medida que envelhecemos e arredondamos.

Mas, se você tem animais de estimação, seu baixo teor calórico leva a outra pergunta: podemos usar especiarias para tornar bom o sabor dos alimentos de nossos amigos peludos? Meu gato pode comer páprica?

A resposta é tecnicamente sim, é improvável que seu gato tenha sérios problemas se comer uma pequena quantidade de frango que tenha sido levemente polvilhado com páprica.

No entanto, como a maioria das especiarias, a páprica não é recomendada para o consumo regular de um gato, e pode ser perigosa se for consumida em grandes quantidades ou regularmente. Páprica, que é feita de sino pimentas, não tem um forte risco de toxicidade, mas é melhor evitar a longo prazo.

Benefícios para a saúde?

Se as especiarias são tão boas para nós, por que devemos mantê-las longe dos nossos gatos? Eles também não podem se beneficiar da alta concentração de vitaminas e minerais?

Bem, em primeiro lugar, eles...

... realmente não precisam de especiarias (ou qualquer alimento de planta, para esse assunto). Todos os gatos domésticos, desde Ragdolls e Persas até o majestoso Maine Coon, são carnívoros obrigatórios.

Embora gostemos de considerá-los dóceis de amor que só querem perseguir ponteiros laser e mastigar nossas plantas de casa, nossos gatos são projetados biologicamente para matar e comer outros animais, não apenas para o prato principal, mas para o café da manhã, almoço e jantar. Ao contrário das pessoas e até dos cães, os gatos não precisam de quantidade de alimentos vegetais para manter uma ótima saúde.

As pessoas muitas vezes incluem especiarias em suas dietas para aumentar o conteúdo vitamínico ou mineral de seus alimentos sem aumentar drasticamente a quantidade de calorias que elas têm para comer, mas nossos gatos não precisam da maioria dos nutrientes presentes em especiarias como a páprica.

Como eles evoluíram para comer quase exclusivamente a carne de presas, os gatos desenvolveram a necessidade de um equilíbrio diferente de vitaminas e minerais.

Uma das vitaminas mais procuradas entre nós, seres humanos, por exemplo, é a vitamina C, que obtemos ao comer frutas e legumes coloridos. Se não comermos alimentos vegetais suficientes e ricos em vitamina C, podemos sofrer de escorbuto e outros problemas de saúde.

Gatos, por outro lado, nunca precisam comer laranjas, couve-flor ou qualquer outro alimento vegetal rico em vitaminas, porque seus próprios corpos produzem toda a vitamina C de que precisam.

Coisas a considerar sobre gato comer páprica

Há uma vitamina presente na páprica que tanto os gatos quanto as pessoas precisam extrair de sua dieta: Vitamina A. No entanto, o tipo de vitamina A que existe na páprica está na...

... forma de beta-caroteno e beta-criptoxantina. Esses dois carotenoides são substâncias que nossos corpos podem facilmente converter em vitamina A.

Nossos gatos, no entanto, evoluíram de forma diferente, incapazes de converter eficientemente carotenoides em vitamina A, eles têm que obter essa vitamina pré-formada na carne dos animais que eles comer.

Se o seu gato está lidando com qualquer tipo de deficiência de vitamina, os alimentos vegetais quase certamente não são a resposta. Em termos de nutrição, páprica e outras especiarias são inúteis para o seu gato.

Para piorar as coisas, páprica contém capsaicina, que pode causar problemas gastrointestinais se consumido em quantidades substanciais. Como a páprica pertence à família dos nightshade, pode causar sintomas de toxicidade mais graves se ingerida em grandes quantidades. Felizmente, a maioria dos gatos não gosta muito de páprica, então é improvável que comam o suficiente para sofrer qualquer dano duradouro.

Gatos e comer páprica

Em geral, a páprica, como a maioria das especiarias, é melhor ficar mantida fora do prato de jantar do seu gato. Ela oferece pouco em termos de nutrição, pode causar problemas se for inalado quando cheirar sua comida, e contém capsaicina, que pode perturbar o estômago do seu gato.

Se você quer usar páprica para adicionar um pouco de sabor ao seu comida de gato, optar por algo mais amigo dos felinos. Se, no entanto, a sua única preocupação for as quantidades vestigiais de páprica em um pouco de peito de frango, não se preocupe com isso, esse tempero não envenenará seu animal de estimação em pequenas quantidades. Tal como acontece com qualquer outro alimento, levar o seu gato para ver um veterinário, se sofrer algum efeito adverso duradouro.

Saiba mais sobre gatos, comer páprica

Gatos podem comer páprica?