Parvovírus em cães
Autor: Ozzy the Boss

Parvovírus em cães

A infecção canina Parvovírus é uma doença viral altamente contagiosa que afeta os cães.

publicidade

Infecção canina Parvovírus em cães

A infecção canina Parvovírus é uma doença viral altamente contagiosa que afeta os cães. O vírus se manifesta em duas formas diferentes. A forma mais comum é a forma intestinal, que é caracterizada por vômitos, diarreia, perda de peso, e falta de apetite (anorexia). A forma menos comum é a forma cardíaca, que ataca os músculos do coração de filhotes muito jovens, muitas vezes levando à morte. A maioria dos casos são observados em filhotes que estão entre seis semanas e seis meses de idade. A incidência de infecções Parvovírus canina foi reduzida radicalmente pela vacinação precoce em filhotes jovens.

Sintomas e tipos de Parvovírus em cães

Os principais sintomas associados com a forma intestinal de uma infecção canina Parvovírus incluem, diarreia sangrenta, letargia, anorexia, febre, vômitos, e perda de peso grave. A forma intestinal de parvovírus em cães afeta a capacidade do corpo de absorver nutrientes, e um animal afetado rapidamente se tornará desidratado e fraco por falta de proteína e absorção de fluidos. O tecido molhado da boca e olhos podem tornar-se visivelmente vermelhos e o coração pode bater muito rapidamente. Quando seu veterinário fizer a palpação (examine pelo toque) a área abdominal do seu cão, seu cão pode responder com dor ou desconforto. Os cães que contraíram o parvovírus também podem ter uma baixa temperatura corporal (hipotermia), em vez de uma febre.

Causas de parvo em cães

A maioria dos casos de infecções de parvovírus em cães são causadas por uma alteração genética do Parvovírus Canino original: o canino Parvovírus tipo 2B. Há uma variedade de fatores de risco que podem aumentar a susceptibilidade de um cão para a doença, mas principalmente, o vírus é transmitido por contato direto com um cão infectado, ou indiretamente, pela rota fecal-oral. As concentrações pesadas do vírus são encontradas em fezes de um cão infectado, então quando um cão saudável fareja fezes de um cão infectado, ele vai contrair a doença. O vírus também pode ser trazido para o ambiente de um cão por meio de sapatos que entraram em contato com fezes infectadas. Há evidências de que o vírus pode viver em solo terrestre por até um ano. É resistente à maioria de...

publicidade

...produtos da limpeza, ou mesmo às mudanças do tempo. Se você precisa limpar uma área contaminada pelo Parvovírus, primeiramente eliminar com segurança de todo o material orgânico (vômitos, fezes, etc.), e lavar completamente a área com uma solução do descorante do agregado familiar, um dos poucos desinfectantes conhecidos para matar o vírus.

O protocolo de vacinação imprópria e a insuficiência de vacinação também podem levar a uma infecção de parvovírus em cães Os canis de criação e os abrigos do cão que prendem um grande número de filhotes de cachorro com vacinas inadequadas são lugares particularmente perigosos. Por razões desconhecidas, certas raças de cães, como Rottweilers, Doberman Pinschers, Pit Bulls, Labrador Retrievers, pastores alemães, Springer inglês Spaniels, e cães de trenó do Alasca, são particularmente vulneráveis à doença. Doenças ou terapias medicamentosas que suprimem a resposta normal do sistema imunológico também pode aumentar a probabilidade de infecção.

Diagnóstico de Parvovírus em cães

O parvovírus em cães é diagnosticado com exame físico, testes bioquímicos, análises de urina, radiografia abdominal e ultra-som abdominal. Um perfil de sangue químico e uma contagem completa de células sanguíneas também serão executadas. Baixos níveis de glóbulos brancos são indicativos de infecção por parvovírus especialmente em associação com fezes sangrentas. Bioquímica e análise de urina pode revelar enzimas hepáticas elevadas, linfopenia, e desequilíbrios eletrolíticos. A radiografia do abdômen pode mostrar obstrução intestinal, enquanto um ultra-som abdominal pode revelar nódulos linfáticos ampliados na virilha, ou em todo o corpo, e segmentos intestinais cheios de fluidos.

Você vai precisar informar uma história completa da saúde do seu animal de estimação, atividades recentes, e início dos sintomas. Se você pode coletar uma amostra de fezes do seu cão, ou vômito, seu veterinário será capaz de usar essas amostras para detecção microscópica do vírus.

Tratamento para Parvovírus Canino

Desde que a doença é uma infecção viral, não há nenhuma cura real para ela. O tratamento é focado na cura dos sintomas e prevenção de infecções bacterianas secundárias, de preferência em um ambiente hospitalar. Terapia intensiva e suporte do sistema são a chave para a recuperação. A terapia intravenosa do fluido e da nutrição é crucial em manter o líquido de corpo normal do cão após a diarreia severa e a...

publicidade

...desidratação, e os níveis da proteína e do eletrólito serão monitorados e regulados como necessário. Medicamentos que podem ser usados no tratamento incluem drogas para conter vômitos (antieméticos), bloqueadores H2 para reduzir náuseas, antibióticos, e anti-helminticos para combater parasitas. A taxa de sobrevivência em cães é de cerca de 70%, mas a morte pode, por vezes, resultar de desidratação severa, uma infecção bacteriana secundária grave, toxinas bacterianas no sangue, ou uma hemorragia intestinal grave. Prognóstico é menor para filhotes, uma vez que têm um sistema imunológico menos desenvolvido. É comum para um filhote de cachorro que está infectado com parvovírus para sofrer choque, e morte súbita.

Vida e gestão

Mesmo depois que seu cão se recuperou de uma infecção de parvovírus, ele ainda terá um sistema imunológico enfraquecido, e será suscetível a outras doenças. Converse com seu veterinário sobre as maneiras pelas quais você pode impulsionar o sistema imunológico do seu cão, e de outra forma proteger o seu cão de situações que podem torná-lo doente. Uma dieta que é facilmente digerida será melhor para o seu cão enquanto ele está se recuperando.

Seu cão também vai continuar a ser um risco de contágio para outros cães por pelo menos dois meses após a recuperação inicial. Você precisará de isolar seu cão de outros cães por um período de tempo, e você pode informar para os vizinhos que têm os cães que precisarão de ter seus próprios animais de estimação testados. Lave todos os objetos que seu cão usa (por exemplo, pratos e brinquedos) com os líquidos de limpeza não tóxicos. A recuperação vem com a imunidade a longo prazo de encontro ao parvovírus, mas não é nenhuma garantia que seu animal de estimação não será contaminado com o vírus outra vez.

Prevenção de parvo em cães

A melhor prevenção que você pode tomar contra a infecção parvovírus é seguir o protocolo correto para a vacinação. Os filhotes de cachorro novos devem ser vacinados em seis, nove, e doze semanas, e não devem ser socializados com os cães exteriores até pelo menos duas semanas após suas últimas vacinações. As raças de alto risco podem exigir um período de vacinação inicial mais longo de até 22 semanas.

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo "Parvovírus em cães" e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de um Médico Veterinário.

publicidade

Descubra mais sobre o mundo dos pets

Milhares de artigos sobre saúde e cuidados do seu pet de estimação.

Saúde Veterinária e Qualidade de Vida para os Pets