Urolitíase (cistina) em cães

A urolitíase é um termo médico que se refere à presença de cristais ou pedras no trato urinário. Quando as pedras são feitas de cistina, um composto normal encontrado no corpo, elas são chamadas de pedras de cistina. Essas pedras também podem ser encontradas nos rins e nos tubos que conectam os rins à bexiga do animal (ureteres).

A urolitíase afeta cães e gatos e é encontrada principalmente em animais adultos. Na medida em que raças de cães: Dachshunds, Bulldogs Inglês, Newfoundlands, Staffordshire Bull Terriers e Welsh Corgi Dogs são mais suscetíveis a pedras de cistina. Por outro lado, os shorthairs siameses e domésticos apresentam a maior probabilidade de formação de pedra...

... em gatos.

Na maioria dos casos, as pedras podem ser dissolvidas e removidas sem cirurgia, dando ao animal um prognóstico positivo.

Sintomas e tipos de Urolitíase (cistina) em cães

Os sintomas típicos podem incluir aumento da frequência de micção (polaciúria), dificuldade ou dor ao urinar (disúria) e um fluxo anormal de urina (uremia pós-renal).

Causas de Urolitíase (cistina) em cães

A causa exata da urolitíase não é conhecida atualmente. Em alguns animais, no entanto, a incapacidade de processar proteínas ou aminoácidos levou ao desenvolvimento de pedras de cistina.

Diagnóstico para pedras renais

Ultra-som e raios-X são frequentemente realizados para determinar o tamanho, forma e localização das pedras, ajudando o veterinário a encontrar um regime de tratamento adequado. Um teste de urina...

... também pode detectar a presença de pedras.

Em alguns casos, um escopo com uma câmera no final (uretroscópio) é usado para examinar o interior do trato urinário para quaisquer anormalidades.

Tratamento para pedras renais em cães

O veterinário geralmente recomenda o uso de opções de tratamento, como uma dieta especial e medicação - N- (2-mercaptopropionil) glicina (2-MPG), para reduzir e eliminar as pedras sem cirurgia.

Vivendo e gerenciando

Siga todas as mudanças dietéticas recomendadas e administre a medicação prescrita. Isso ajudará a evitar a recorrência das pedras. Também é importante trazer o animal de volta ao consultório do veterinário para garantir que as pedras tenham sido dissolvidas com sucesso.

Prevenção

Atualmente, não existem medidas preventivas conhecidas para esta condição médica.

Pedras Renais (Cistina) em Cães