Síndrome de Angústia respiratória aguda (Sara) em cães
Autor: Ozzy the Boss

Síndrome de Angústia respiratória aguda (Sara) em cães

Síndrome de angústia respiratória aguda em cães pode ocorrer em uma série de condições e com sintomas variados, dependendo da causa subjacente.

Choque de pulmão em cães

Síndrome de angústia respiratória aguda (Sara) refere-se a uma condição de insuficiência respiratória súbita devido à acumulação de fluidos e inflamação severa nos pulmões.

Síndrome de angústia respiratória (Sara) em cães é um problema de risco de vida, com taxas de mortalidade atuais em cães em quase 100%. Esta condição é também  referida como choque de pulmão, como ocorre após um episódio que leva a um estado de choque, como lesão traumática.

Síndrome de angústia respiratória (Sara) em cães é indicativo de uma condição médica subjacente, geralmente um evento prejudicial que permitiu que o sangue, fluido e tecido conseguiu atravessar a barreira e ir para os alvéolos, as células do ar nos pulmões. Uma vez que os alvéolos foram comprometidos desta forma, a respiração fica comprometida, e, eventualmente, impossível se não for tratada com pressa.

Em seres humanos parece ser um fator genético para o desenvolvimento da síndrome de angústia respiratória aguda (Sara), mas este fator ainda não foi investigado em cães.

Sintomas e tipos

Síndrome de angústia respiratória aguda em cães pode ocorrer em uma série de condições e com sintomas variados, dependendo da causa subjacente. A seguir estão alguns sintomas gerais:

  • Esforços extremos para respirar
  • Tosse
  • Descarga das narinas
  • Febre
  • Cianose (descoloração azul da pele)
  • Outros sinais relacionados com a doença subjacente

Causas

A seguir estão algumas das principais causas da síndrome de angústia respiratória em cães:

  • Pneumonia
  • Inalação de fumo e gases nocivos
  • Perto de afogamento
  • Queimaduras térmicas
  • Aspiração de conteúdos gástricos
  • Infecções graves dos pulmões ou da corrente sanguínea
  • Lesão pulmonar devido ao trauma
  • Outras doenças graves

Diagnóstico

Síndrome de angústia respiratória aguda é uma emergência médica que requer atenção imediata. Seu...

publicidade

...veterinário irá avaliar a condição do seu cão e iniciar o tratamento de emergência de uma vez. Você precisará fornecer para o seu veterinário a história completa da saúde do seu cão, o aparecimento de sintomas, e possíveis incidentes que possam ter precedido esta condição, como trauma para qualquer parte do corpo, ou inalação de gases, emanações, ou matéria sólida. Junto com o tratamento de emergência seu veterinário trabalhará para encontrar a causa subjacente para a falha repentina do pulmão.

Vários painéis de testes laboratoriais serão requisitados, incluindo análises sanguíneas, testes bioquímicos séricos, testes de urina e análise do gás sanguíneo. Análise do gás sanguíneo é um dos mais importantes métodos de diagnóstico utilizados na prática veterinária para o diagnóstico da síndrome de angústia respiratória (Sara) em cães. Seu veterinário vai solicitar raios x e ecocardiografia do tórax a fim examinar visualmente e avaliar a capacidade de funcionamento dos pulmões e do coração.

Tratamento

Cães que sofrem desta síndrome vão precisar de tratamento de emergência em uma unidade de cuidados intensivos. Juntamente com o tratamento de emergência, a causa subjacente deve ser estabelecida e tratada, a fim de evitar mais complicações ou morte. Apesar dos recentes avanços, a síndrome de angústia respiratória (Sara) continua a ser um dos problemas mais difíceis e desafiadores para tratar na prática veterinária.

A terapia suplementar do oxigênio será iniciada imediatamente para minimizar a aflição respiratória. Se seu cão não responde bem à terapia do oxigênio e continua a ter problemas respiratórios severos, pode haver mais sucesso com respiração com suporte ventilatório.

Medicamentos para o tratamento da...

publicidade

...Sara incluem antibióticos, analgésicos, terapia fluida, e corticosteróides para reduzir a inflamação e inchaço. Leituras freqüentes de temperatura, pulso, taxa de respiração e pressão arterial serão necessárias para seguir o progresso do seu cão na fase inicial do tratamento. Se o seu cão foi colocado no suporte do ventilador, também pode exigir sessões regulares de fisioterapia e mudanças freqüentes na posição do corpo para evitar complicações relacionadas com o suporte do ventilador. Os cães afetados com Sara são mantidos em confinamento estrito da gaiola até que se recuperem completamente.

Vida e gestão

Síndrome de angústia respiratória (Sara) é um problema de saúde muito grave que necessita de apoio constante  para o tratamento ser bem sucedido, gestão e cuidados da condição. Certifique-se de seguir as diretrizes do seu veterinário de perto, e se você estiver em dúvida, consulte o médico.

Se uma doença subjacente não foi conclusivamente diagnosticada e resolvida, outro episódio de angústia respiratória pode aparecer. Os cães que foram afetados, e sobreviveram esta circunstância precisam geralmente de tempo, o descanso, e a boa nutrição para recuperar inteiramente.

Não confine seu cão em lugares abafados ou quentes, e permitir que o seu cão possa sinalizar quando ele teve bastante caminhada ou exercício. Alguns cães terão cicatrizes dos pulmões mesmo depois que a circunstância foi resolvida, uma circunstância referida como a fibrose, e o tecido dos pulmões será mais duro e menos capaz de segurar o oxigênio. Seguindo as recomendações de dieta e gestão feitas pelo seu veterinário, e manter a atividade mínima será o melhor curso para prevenir uma recorrência.

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo "Síndrome de angústia respiratória aguda (Sara) em Cães" e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de um Médico Veterinário.

publicidade
Pesquisa mais sobre a Saúde e Comportamento dos Pets e Animais de Estimação.

Descubra mais sobre o mundo dos pets

Milhares de artigos sobre saúde e cuidados do seu pet de estimação.